Proibição da embalagem de isopor para alimentos, aprenda tudo sobre essa nova regra

Proibição da embalagem de isopor para alimentos, aprenda tudo sobre essa nova regra

junho 6, 2019 | Postado por: admin
embalagem de isopor para alimentos


A embalagem de isopor para alimentos, em restaurantes, lanchonetes, bares e etc, são utilizadas diariamente.

Por muitos anos ela é utilizada para o acondicionamento de alimentos, porém, isso vem mudando.

Essa não seria a melhor embalagem para ser utilizada pensando no meio ambiente.

Se a sua empresa se importa com o planeta, é necessário que a escolha do material para a embalagem do seu produto seja feita com muito cuidado.

Em Sorocaba, por exemplo, a Lei nº 11.927, de autoria do vereador João Donizeti Silvestre entrará em vigor em 1º de novembro de 2019, para a proibição do uso de embalagens de isopor.

Fora do Brasil, no estado da Califórnia o uso do isopor já é proibido desde 2007, em 2016 São Francisco tomou a mesma medida.

Em Nova Iorque essa medida foi tomada a partir de janeiro de 2019.

A prefeitura dará seis meses para que comerciantes e empresas se adequem à nova legislação, mas passado este período multas serão dadas.

O que é isopor?

O isopor trata-se de um material sintético, proveniente do petróleo que foi inventado pelo cientista da empresa Dow Chemical Otis Ray McIntire em 1954.

Ele é feito de um polímero, do composto químico estireno.

Mais de 97% do volume do isopor é constituído de ar, o que dá ao material a propriedade de isolante térmico.

Suas propriedades isolantes e seu custo barato tornaram o isopor uma escolha atraente nos negócios.

Qual seu impacto da embalagem de isopor para alimentos no meio ambiente?

O tempo de decomposição do isopor é considerado indeterminado, alguns chegam a dizer que ele pode durar para sempre.

Porém ele é um derivado do plástico e pode se degradar aos poucos.

Que ao ser descartado incorretamente, acaba formando microplásticos, com a capacidade de absorver compostos químicos e tóxicos.

Muitos animais como peixes, tartarugas e baleias confundem esse microplástico e pequenos pedaços do isopor com organismos marinhos.

Sendo assim, acabam se “alimentando” deles e isso gera uma intoxicação, não somente nos animais marinhos, mas até os seres humanos que se alimentam desses animais.

Tempo de decomposição:

Isopor: Indeterminado

Plástico: Até 450 anos

Papel: de 3 a 6 meses.

O isopor foi considerado um dos piores poluidores do planeta.

O isopor é reciclável?

O isopor é reciclável, porém além de ser leve ele ocupa um espaço muito grande, o que colabora para seu baixo preço de venda.

Sendo assim, se torna uma opção inviável para catadores e cooperativas, dificultando sua reciclagem.

Como mudar e deixar de lado o uso do isopor?

É necessário, sem dúvida, uma conscientização de toda a população.

Pensar e criar formas mais sustentáveis e eficazes é fundamental, afinal hoje temos tecnologia para isso

Ainda vemos muitos restaurantes entregando aos seus clientes, comidas embaladas no isopor.

Essas embalagens matam inúmeros animais marinhos e peixes.

Se cada um fizer a sua parte, com certeza, estaremos contribuindo para o planeta.

E uma das alternativas, seria a embalagem de papel.

Afinal, elas possuem inúmeros benefícios que o isopor não proporciona.

Ela possui maior resistência e é reciclável, afinal ela é renovável e não emite fumaça perigosa no ar durante o processo de reciclagem.

É ecologicamente correto, biodegradável, resistente ao micro-ondas e ainda é possível realizar um excelente marketing com esse tipo de embalagem.

A Pris Embalagens oferece a embalagem ideal, em conformidade com os aspectos regulatórios e meio ambiente.

Sempre inovando e certamente vencendo novos desafios para melhor atendê-los.

Ficou com dúvidas ou quer saber melhor sobre esse produto ou serviço? Possuímos uma equipe grande equipe preparada para atendê-los.

Ligue agora Telefone da Pris Bakery  (11) 2022-5555 / (11) 97642-1896 ou entre em contato pelo nosso site.